Como o famoso ditado diz: “O primeiro passo é sempre o mais difícil”. Para o começo de novas jornadas na vida profissional não é diferente. Caso sua nova rotina de trabalho cause alguns calafrios por ser desconhecida e imprevisível, aprenda alguns macetes para que o novo escritório não seja motivo de tensão:

1. Busque informações sobre a empresa

Não deixe para conhecer o terreno só no primeiro dia de bater ponto. Conhecer a situação financeira, rotatividade, imagem no mercado, e como a companhia lida com seus colaboradores, clientes e fornecedores é essencial.

Mesmo que o acesso à informação seja restrito, seja proativo e procure por funcionários (atuais e antigos) ou avalie a situação da empresa em processos judiciais com o CNPJ, por exemplo.

As redes sociais também podem traçar um diagnóstico sobre seu novo local de dia a dia.

2. Fuja da energia pesada (e não seja o “bitolado”)

Evitar ambientes carregados, que o mergulham em falta de reconhecimento ou te joguem em equipes pessimistas e insatisfeitas, é um faro que precisamos ter.

Mas como coisas novas em folha costumam ter menos pontos ruins, é possível que você, novato, seja um oásis de felicidade em meio ao desânimo coletivo.

Porém, seja cuidadoso, o ânimo de pessoas recém-contratadas pode ser confundido com o querer “forçar a barra”.

3. Exercite a resiliência

Trabalhar também é um jogo de paciência. E como lidamos com pessoas, o jogo não é nada fácil. Por isso, evite se irritar com coisas sem importância e aprenda a ver o lado positivo dos acontecimentos.

A cada dia, trace uma retrospectiva das conquistas e caso haja algo para melhorar, deixe para a manhã seguinte, sem encavalar as tarefas.

4. Aprender a lidar com a diversidade

Conviver com culturas e valores diferentes não deve ser uma barreira para o trabalho fluir. Caso não haja assédio moral e declarações discriminatórias, tente se adaptar aos colegas para não criar problemas desnecessários.

Uma boa forma de evitar possíveis atritos logo no início é promover encontros em happy hours ou almoços corporativos.

5. Valorize o aprendizado profissional e pessoal

Saiba filtrar e absorver somente o que te fará crescer. Como a maior parte do dia passamos no trabalho, os laços criados podem gerar um networking interessante. Mas além do lado profissional, temos a oportunidade de estimular capacidades de convivência, aprimorar técnicas de discurso e até crescer como ser humano.

Aproveite os momentos de socialização para trocar ideias e experiências — principalmente no começo, para causar uma boa impressão.

6. Seja cauteloso ao pedir feedback

Sim, gostamos de feedback. Mas nem todos as pessoas entendem que essa avaliação é positiva.

Já que não podemos chegar com muitas exigências (principalmente por não conhecer as pessoas), avalie bem a hora de pedir os resultados.

Ter o timing certo é essencial: espere um momento de bons resultados ou um em que o clima da equipe esteja bom para fazer essa requisição.

7. Saiba seu valor

Por fim, não se esqueça: se você passou por um processo de seleção, tem um motivo para estar ali. Saiba mostrar suas qualidades e cavar suas oportunidades sem passar por cima dos outros, com simpatia e sobriedade.

Dito isso, tenha paciência. Se seu trabalho for eficiente, você será valorizado. A autoaceitação é essencial.

Fonte: Vip