Amazonas – O vereador de Caapiranga Moisés Santos “Parabólica” foi gravado cobrando propina de R$ 200 (Duzentos mil reais) para evitar cassação do Prefeito Antonio Lima. Segundo a gravação, o pedido da propina estaria sendo realizada pelo então presidente da Câmara e atual prefeito interino “Tico Braz” e seria dividida entre os 07 parlamentares (FOTO).

Antonio Lima e seu vice Canarana, estão afastados por 90 dias do comando da Prefeitura de Caapiranga, até que a Comissão Processante formada pelos vereadores do município apresente o relatório que investiga irregularidades nas aplicação dos recursos. A reunião da câmara para apresentar o relatório da comissão está marcada para o dia 06, terça-feira, as 9h00, onde a população promete fazer manifestação contra a votação que pretende cassar o prefeito e vice.

Na tentativa de extorquir o prefeito o vereador emissário do presidente fez o pedido de propina.

Antonio Lima afirma ” a comissão processante foi instalada para retirar o mandato. Ela é política. O Prefeito pode até mostrar que é inocente, mas como a oposição tem maioria tira o mandato do Prefeito. Não cederei a esses corruptos”

Confira o áudio da conversa

Fonte: Portal Flagrante