Brasília — O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira que a taxa Selic deve chegar a 4,5% em breve, mas disse que isso acontecerá sem interferência do governo.

A taxa foi reduzida para 5%, a sua mínima histórica, na reunião de outubro do Comitê de Política Monetária (Copom).

Em um evento na manhã desta segunda-feira organizado pela Caixa Econômica Federal, Bolsonaro afirmou que governos anteriores baixaram a taxa de juros “na canetada”.

“Hoje sem canetada está em 5%, deve chegar em 4,5%. Eu torço, né? Tivemos a coragem de enviar um projeto para o Congresso sobre independência do Banco Central, para não ter participação política como sempre tiveram”, disse.

Fonte Exame