Manaus – A adolescente Aline Alves de 14 anos, que foi encontrada morta na manhã deste domingo (6), na casa do tio, no bairro Petrópolis, Zona Sul, foi dopada e estuprada. O laudo confirmou que a vítima morreu por asfixia e intoxicação. 

Segundo o delegado Paulo Martins titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), após voltarem do passeio, a adolescente disse que sentiu um mal estar na barriga, o tio como é enfermeiro aplicou uma medicação na menina e se aproveitou que ela estava adormecida para cometer o crime.

“O tio informou que ela dormia na casa dele com frequência e essa foi a primeira vez que ele abusou sexualmente dela”, comentou.

O delegado Rafael Campos que efetuou a prisão de Anderson Magno da Silva, de 40 anos, disse que quando a menina foi encontrada ela apresentava um sangramento nas partes íntimas. 

“O laudo confirmou que ela morreu por asfixia. Ela acordou várias vezes e lutou quando ele estava em cima dela, ela lutava e adormecia. O laudo disse que ela morreu asfixiada pelo próprio vomito”, comentou o delegado. 

Veja live