Matheus Medina, da redação 

Manaus – Na tarde desta quinta-feira (27), um dos agressores que espancou Odilon Pereira na banda do Vieiralves, foi identificado e demitido da empresa na qual trabalhava. A informação foi publicada pela empresa Casa das Correias, que se manifestou através das suas redes sociais.  

Em nota, a empresa informou:

“A respeito de postagens veiculadas em redes sociais apontando um de nossos colaboradores como agressor em lamentável evento ocorrido durante o Carnaval, a casa das Correias vem a público informar que o funcionário em questão não faz mais parte do quadro de funcionários da empresa.”

O caso

O estudante de Medicina identificado com Odilon Pereira Velho Filho de 20 anos e sua prima Rayssa Mendonça da Costa, 21, foram brutalmente agredidos durante o Bloco do Vieiralves, no último domingo (23).

O bloco foi  realizado no estacionamento da Universidade Nilton Lins, no Bairro do Parque das Larajeiras, Zona Centro-Sul de Manaus. O momento foi registrado pelos próprios foliões que em nenhum momento tentaram impedir a agressão ao jovem e sua prima.

Devido ao espancamento por pelo menos quatro homens, Odilon ficou desacordado no chão.  Segundos depois, os seguranças da festa impediram a briga. A vítima foi levado ao hospital bastante machucada. Sua prima Rayssa, também ficou ferida mas não permaneceu internada.