Urgente: Beto Nicolau desafia Arthur Virgílio, afirma que o ex-prefeito usa capangas para ameaçar pessoas e cita o Caso Flávio; veja vídeo

Por Letícia Caxias em 18 de junho de 2021 às 22:19 | Atualizado 18 de junho de 2021 às 22:19

Manaus – Nesta sexta-feira (18), o presidente do Grupo Samel, Beto Nicolau, disponibilizou um vídeo em que se manifesta acerca da nota de repúdio que o ex-prefeito Arthur Virgílio Neto soltou para alguns meios de comunicação da capital amazonense.

Nas imagens, Beto reafirma o que já era uma guerra declarada: salientou que Arthur roubou, sim, dinheiro público durante a construção e manutenção do Hospital de Campanha Municipal (HCM) Gilberto Novaes, unidade de saúde referência na primeira onda da pandemia de Covid-19.

“Arthur, você não ajudou ninguém. Você não ajudou ninguém. Você não tinha intenção lá de ajudar. Você tinha intenção lá de roubar”, disse Beto.

Veja vídeo:

Além disso, Nicolau acusou Arthur de resolver os próprios problemas através de capangas. Ele se referia ao Caso Flávio, engenheiro assassinado em 2019 dentro do condomínio de luxo do enteado de Arthur. O acusado Alejandro Valeiko, filho da esposa do ex-prefeito, Elisabeth Valeiko, é réu em um caso de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e tentativa de homicídio. Investigações sobre interferência da máquina pública para encobrir o crime bárbaro ainda estão sendo realizadas pela Justiça.

Ainda na filmagem, Nicolau desafia Arthur a processá-lo, e afirma que não acredita que o ex-prefeito tenha a coragem de fazê-lo, pois esta seria a oportunidade perfeita para que a máscara de Arthur caísse diante da sociedade manauara.

As declarações que Beto Nicolau tem dado à imprensa acerca de ações corruptas de Arthur à época possuem respaldo documental, visto que a unidade de saúde partiu de uma iniciativa público-privada entre o Grupo Samel e a Prefeitura de Manaus. A parceria foi rompida após Beto Nicolau observar uma série de irregularidades oriundas da gestão municipal, com as quais o Grupo Samel decidiu não compactuar.

Diante do suposto esquema de corrupção exposto pelo empresário Beto Nicolau, a sociedade anseia por justiça e solicita que o ex-prefeito seja convocado para depor na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, no Senado Federal, e que a Polícia Federal investigue todas as falcatruas que muito possivelmente foram feitas no Hospital de Campanha Municipal Gilberto Novaes.

Deixe seu comentário