Coari –  Na noite deste domingo (11), mais uma vez  a cidade de Coari distante 363 km de Manaus foi palco de denúncia em rede nacional; a família Pinheiro está envolvida  novamente em um enorme escândalo político.

O atual prefeito de Coari Adail Filho, além de seu primo Keiton Pinheiro que é Presidente da Câmara Municipal e todos os 15 vereadores da casa estão sendo  investigados pelo Ministério Público do Amazonas (MP/AM) por suspeita de participarem de um forte esquema de corrupção, pelo desvio milionário de verbas do poder público.

Em 2018, o Ministério Público do Estado (MPE-AM) pediu o afastamento imediato do Adail Pinheiro do cargo de prefeito do município. O pedido foi feito após a realização de vários acordos extrajudiciais milionários  que eram feitos sem autorização legislativa. O Ex-prefeito também já foi preso acusado de aliciar crianças das próprias escolas municipais, que segundo investigações, eram levadas para ele através de um coronel.

Foto: Prefeito de Coari Adail Filho e seu pai Adail Pinheiro

O Primo de Adail Pinheiro, Keiton Pinheiro é o atual Presidente da Câmara Municipal que segundo os próprios vereadores da comarca de Coari, Keiton é o responsável de distribuir o dinheiro que está sendo chamado de “mensalinho” no valor de R$ 10 mil , pago aos parlamentares para aprovar os projetos de interesse da família Pinheiro.

Foto: Keiton Pinheiro; Presidente da Câmara Municipal de Coari

Com a reportagem exibida mais uma vez em rede nacional, os holofotes voltaram-se para a cidade mais rica em petróleo do Brasil, que vive atualmente em um caos na saúde, segurança e educação!

Leia também: Vereadores de Coari recebiam R$ 10 mil para aprovar projetos de interesse da família Pinheiro

Veja vídeo:

Edição: Marijane Lima