Coari –  O programa Câmera Record mostrou neste domingo (11), um esquema de corrupção na cidade de Coari que desviou milhões dos cofres públicos. Na reportagem mostra que os vereadores do município recebiam em torno de R$ 10 mil para aprovar Projetos de interesse da família do prefeito Adail Pinheiro Filho.

Quatro vereadores dizem que foram caçados mas recuperam os mandatos na justiça, após tentar sair do esquema, e também acusam diretamente o próprio presidente da câmara Keiton Pinheiro, primo do prefeito da cidade Adail Filho.

O vereador Samuel Castro disse que ou os 15 vereadores aprovavam os projetos  ou não recebiam o mensalinho.

O mensalinho contava até com um sorteio entre os vereadores. Cada parlamentar doava 10% da propina, assim o ganhador do sorteio era contemplado com mais R$ 10 mil.

Os parlamentares da cidade, dizem que tudo em Coari funciona na base da corrupção. “Onde a família Pinheira atua a fraude está presente”, comenta um vereador.

“Se os pinheiros continuarem no poder, Coari não vai mudar nada”,  diz um dos vereadores caçados.

Edição Ariana Clécia