Amazonas – Na manhã desta quarta-feira (4), o Portal CM7 recebeu com exclusividade, um vídeo de moradores do município de Uarini (570 quilômetros de distância de Manaus), onde eles aparecem bloqueando com barreira humana a saída de máquinas da empresa Compasso Construções, responsável pelo fornecimento de afasto nas ruas da cidade. 

De acordo com a denúncia, os moradores acusam a empresa ‘Compasso’ de fornecer um péssimo serviço de asfaltamento nas ruas do município. Revoltados, os moradores de Uarini resolveram então impedir a saída da empresa, que já estava se organizando para ir para o município de Tefé (570 quilômetros de distância até a capital).

A empresa Compasso Construções e Reformas Prediais LTDA, está sendo investigada pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM), desde o dia 28 de janeiro, quando foi instaurado um Inquérito Civil Público (IPI) para averiguar o não cumprimento de contrato, possíveis danos ao erário e prática de improbidade administrativa no serviço que estava sendo prestado para o município.

Ainda de acordo com a denúncia, fontes do alto escalão do município de Uarini afirmaram que a empresa investigada pelo MPE, transportou máquinas que fornecem asfalto para o município de Tefé antes mesmo do resultado final da licitação que concorria na cidade, o que levanta suspeitas de fraudes em licitações. 

Matheus Medina, da redação