Maués: A Cidade que tem muito mais que guaraná

Por Jaime Mendonça em 25 de setembro de 2021 às 14:35 | Atualizado 25 de setembro de 2021 às 14:35

Se você gosta de conhecer novos lugares, ter um novo olhar em lugares já conhecidos e ficar por dentro de tudo e saber de todas as dicas de viagem, seu lugar é aqui com a gente!

Muito prazer eu sou o Jaime Mendonça e estarei aqui com você pra te falar das novidades quentes sobre viagens na coluna Por Aí com o CM7.

E quero nesta primeira edição falar de um destino pertinho de Manaus; conhecida como a “Terra do Guaraná”, Maués é uma delícia de cidade, com toda a pasmaceira de uma cidade de interior, más com muito o que fazer na cidade e em seus arredores, que ostenta ter a população com maior longevidade, alguns dizem que é pelo consumo do guaraná, deixa eu te contar nestas poucas linhas o que você pode fazer quando estiver em Maués:

Dependendo do seu interesse recomendo ficar entre duas noites até uma semana! Sim, tem muita coisa o que fazer na cidade e em seus arredores! E eu vou te contar aqui.

Nem tudo gira em torno do guaraná, se você não tem muito tempo sugiro ir para passar um fim de semana, aproveitar as praias que estão na Cidade, a Praia da Avenida Antártica, onde há um calçadão onde é o point no fim do dia para caminhar, passear de bicicleta ou tomar um sorvete, a Praia do Lombo que fica na frente ao centro da cidade e são unidas pela Praia da Ponta da Maresia que é palco do maior espetáculo à parte em Maués: O Pôr do Sol, com nuances de cores no céu, que espelham nas águas do rio.

Na cidade você também pode visitar alguns pontos interessantes, como o Museu do Homem, onde você saberá tudo sobre os usos e costumes do povo maueense, a Praça e Igreja da Matriz, e a poucos passos dali encontrar um lugar único na cidade, o Barão do Guaraná, que é um pub, onde você pode provar um turbinado, que é uma bebida a base de guaraná em pó, que é energético, ou se quiser relaxar, um licor de guaraná ou um drink.

Nos seus arredores você, pode ter diversas experiências, desde visitar uma plantação de guaraná ou guaranazal, como uma usina de beneficiamento e saber como é beneficiada esta fruta que dá nome à um dos mais famosos refrigerantes. autenticamente brasileiro: o Guaraná Antártica.

Mas nem tudo gira em torno do guaraná, em seus arredores você pode visitar comunidades e ter experiências fantásticas, como:

Toda a história do povo indígena, e a coleção do Museu Arqueológico e das deliciosas farinhas fabricadas na Comunidade da Vera Cruz.

A fé que move a Comunidade do Santo Antônio do Moraes, que ostenta uma imagem do santo em sua chegada, onde você também pode se deliciar com guloseimas e mingaus feito pelas mulheres da comunidade.

Se você gosta trabalhos manuais, você pode ter a experiência de ter uma aula de artesanato em argila na comunidade do Menino Deus.

E se você realmente que imergir na natureza e na vida ribeirinha você pode visitar a Ilha do Sol.
Para chegar neste paraíso você tem duas opções:

Em avião: são apenas 40 minutos, com a Azul Conecta, em aviões tipo Cessna Gran Caravan de 9 lugares, más não torça o seu nariz, nem tenha medo, porque você compra uma passagem e você ganha grátis um voo panorâmico pela Amazônia, do início ao fim é uma paisagem de encher os olhos.

Mas se você tem tempo e quer ter uma experiência genuinamente amazônica , vá de barco, que saem diariamente do Porto de Manaus. A viagem dura entre 12horas, e você pode desfrutar de um pôr do sol e amanhecer no meio do rio cercado de toda a exuberância da Floresta Amazônica, até chegar em Maués. Você pode optar em ir em rede ou se quiser um pouco mais de privacidade, reservar um camarote.

O destino é bem simples quando falamos de se hospedar, más com toda a simplicidade, você encontra hotéis limpos que dão um bom serviço.

E falando em comer e beber Maués oferece uma cena que é bem simples, mas muito fresca, Restaurantes como o Sabor do Campo, que produz a maior parte dos insumos para preparar a comida servida, e aproveitar e visitar a plantação de girassóis, a fazenda de mel e a criação de cabras, que produzem o leite para a fabricação de queijos, além disso você vai comer muito peixe fresco, ou até tomar um turbinado.

E aí gostou de nossa matéria?
Quer saber mais ou viajar para Maués é só contatar, ou quer sugerir o tema da nossa próxima matéria? Envie ao direct no @timeviagens

Deixe seu comentário