Economia – Levantamento realizado pela Abihpec (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), juntamente com o Instituto FDB Pesquisa, mostra o Brasil ocupando o terceiro lugar no mundo no mercado de estética. Ano passado o segmento registrou um aumento de 7,2%, o que resultou num faturamento de R$ 34,214 bilhões, segundo a ABF (Associação Brasileira de Franchinsing). Mesmo com a pandemia, o setor continua gerando um grande número de empregos e já representa 2,4% de todo o PIB (Produto Interno Bruto) do país.

O Jornal do Commercio ouviu Andressa Monteiro, especialista no mercado de franquias de beleza e em expansão de novos negócios da Depyl Action Franchising, e ela confirmou os números positivos.

“Por incrível que pareça, o segmento de beleza e estética não foi tão impactado pela pandemia. Dados da Abihpec mostram que o setor registrou uma alta modesta de 0,6% em faturamento (vendas ex-factory) e crescimento 2,8% em volume (toneladas) entre janeiro e maio de 2020, quando comparado ao mesmo período do ano anterior”, revelou.

“Isso se deve, principalmente, à resposta rápida de algumas empresas ao adotar o e-commerce e um relacionamento próximo com o cliente, através das plataformas de comunicação digital. Foi assim na Depyl Action: instauramos o canal de compras online durante a pandemia apenas um mês após o início do isolamento social”, completou.

Atualmente o Brasil reúne cerca de 26 mil franquias de beleza, o que reflete na geração de empregos de uma infinidade de famílias brasileiras.

A partir de R$ 10 mil

O segmento de saúde, beleza e bem-estar é um dos mais bem sucedidos no universo de franquias. O Brasil ocupa o quarto lugar no ranking de maior consumo de serviços e produtos no setor, conforme publicado na Forbes Brasil, no mês passado. Existem franquias com modelos diversos. Algumas começaram como fabricantes de produtos e idealizaram um serviço inovador. Esse é o caso da Depyl Action.

“Começamos com a fábrica Arcangel, na década de 1980, ao desenvolver e oferecer uma fórmula de cera depilatória que não existia no mercado: além de confortável para a pele, a composição era estritamente natural. Depois, nasceu a Depyl Action, com o objetivo de oferecer uma experiência confortável e memorável para as pessoas que, ainda na década de 1990, se submetiam a uma depilação incômoda, com pouca privacidade, nos fundos dos salões de beleza”, lembrou.

Atualmente a Depyl Action é considerada a ‘mais completa franquia de cuidados com o pêlo e a pele do Brasil’. Possui 114 unidades no Brasil e duas na Venezuela.

“A minha dica para quem deseja investir no universo franchising, é procurar se identificar com a missão e valores da rede, antes de dar um passo em falso. Um dos erros recorrentes de empreendedores iniciantes, é correr com muita sede ao pote, priorizando o investimento baixo em redes de franquias que não têm muito tempo de estrada, ou seja, não investem em pesquisa, avaliação do nicho e segmento eleito. O resultado? Muitas perdas, inclusive a temida falência”, alertou.

Existem franquias de diversos valores, conforme modelo de negócio e público alvo, de dez mil reais em diante. Para a franquia Depyl Action o valor inicial são 350 mil reais.

Ainda de acordo com Andressa, o futuro franqueado deve considerar sua afinidade com o ramo. Mas ter afinidade com o ramo não significa, necessariamente, ter conhecimentos sobre ele, afirmou ela. Ou mesmo ter trabalhado na atividade desejada. Na verdade, o mais importante é ter interesse na área de atuação.

“Esse fator é essencial para que o empreendedor se mantenha motivado a trabalhar, investindo seu tempo e dinheiro. Ao atuar em uma área diferente da que gosta, dificilmente o empresário fará o negócio deslanchar”, ensinou.

Vantagens e desvantagens

Andressa também mostrou as vantagens e as desvantagens para quem pretende investir no segmento. A vantagem é que o mercado de beleza permanece em franca expansão no país. Quem tem a intenção de investir em um negócio relacionado à beleza entra em um mercado muito bem desenvolvido e que continua prosperando, mesmo em um momento de instabilidade econômica. Possibilidade de atuar com serviços e produtos. A maioria dos negócios exige que o franqueado escolha entre trabalhar com serviços ou com produtos, mas no mercado de beleza é possível atuar com os dois. São diversas as opções no segmento. O mercado de beleza é um dos mais multifacetados que existe. Essa característica proporciona ao franqueado muitas opções para investir e um amplo público-alvo para explorar.

“O brasileiro se preocupa com sua aparência e, mesmo em momentos em que precisa economizar, não deixa de gastar com serviços e produtos do segmento. É por esse motivo que o mercado de beleza dificilmente sofre com a sazonalidade, tendo alta demanda o ano inteiro”, informou.

As desvantagens. Quem entra no mercado de beleza pode se deparar com uma concorrência muito grande, em praticamente todos os nichos. O setor de salões de beleza e clínicas de estética, segundo a Euromonitor, fechou 2019 com 500 mil estabelecimentos no Brasil.

“Então, lutar para ganhar espaço na área e conquistar o consumidor será um dos maiores desafios dos empreendedores. Aqueles que não estiverem bem estruturados para manter o negócio funcionando podem ter sérios problemas”, avisou.

Fonte: Jornal do Commercio