Manaus – Alunos de MBA Global da Universidade da África do Sul Milpark Education estiveram nesta quinta-feira (21), na Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), por meio do seu Centro Internacional de Negócios (CIN), em programa de imersão acadêmica promovido pela empresa Austral Education Group, responsável pela imersão, aprendizagem experimental e programas corporativos para as Américas do Norte e do Sul.

O grupo de 19 pessoas, entre alunos e professores, recebeu uma explanação geral sobre como funciona o ambiente de negócios no Amazonas e quais os principais desafios encontrados para promover o desenvolvimento econômico no estado. Esse cenário foi apresentado pelo diretor da FIEAM e coordenador do Sistema de Transporte e Logística, Infraestrutura, Energia e Telecomunicações (CINF), Augusto Rocha.

“Percebo que os alunos estão focados em compreender as nossas relações, de como nós enfrentamos os nossos desafios e nos relacionamos com os outros estados, além da percepção de como desenvolver a Amazônia com sustentabilidade, ou seja, encontrando o equilíbrio que é necessário para o meio ambiente, para as pessoas e para economia”, disse ele.  

De acordo com Rocha, os participantes do programa de imersão tinham a percepção de que a produção da Amazônia pode ser muito competitiva no mundo, porém sempre preocupada com o meio ambiente e em como desenvolver sem atingi-la. “Vocês estão entendendo a lógica de como vivemos com isso, porque é visível para quem entende de negócios que grande parte da pressão é para evitar o desenvolvimento da Amazônia”, explicou ele.

Dentre os assuntos abordados, o diretor da FIEAM falou sobre como se viabilizou a Zona Franca de Manaus (ZFM) tornando-a competitiva, além das formas como os incentivos fiscais interferem nisso. “Com tudo, vocês podem perceber que aqui os desafios que temos são muito parecidos com os desafios das economias emergentes de outros lugares do mundo”, apontou ele.

Como parte do programa de imersão os alunos vinham de uma visita anterior à Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), para conhecer também a economia daquele estado. Nesta sexta-feira, 22, a agenda previa visitas às empresas P&G e Positivo.