Com retorno do comércio de Manaus por meio do drive-thru, lojistas almejam saldo positivo na economia local

Por Almeida em 16 de fevereiro de 2021 às 15:46 | Atualizado 16 de fevereiro de 2021 às 15:46

Manaus (AM) – O anúncio de que Manaus saiu da fase roxa para a vermelha, assim como as consequentes medidas de flexibilização para novos segmentos de comerciais e de serviços agradou às lideranças locais do setor terciário, embora estas tenham lamentado que o levantamento das restrições não possa ter sido estendida aos municípios do interior do Amazonas, que seguem na fase roxa – a mais grave da pandemia.

Os comerciantes viram como uma sinalização positiva o retorno da modalidade do drive-thru para todos os estabelecimentos. Mas consideram que este foi apenas mais um passo na longa trajetória em busca da reabertura total das lojas e torcem para que isso ocorra ainda neste mês. As novas medidas foram anunciadas no último sábado (13) e formalizadas no Decreto nº 43.411, publicado na edição do DOE (Diário Oficial do Estado) desta segunda (15).

A maior mudança é a permissão para vendas no sistema drive-thru para o comércio de Manaus em geral, das 8h às 15h, mediante plano de operacionalização do sistema elaborado por associações comerciais e submetido ao Comitê de Enfrentamento da Covid-19. As lojas também podem continuar vendendo por delivery, de 8h às 17h, como já havia sido possibilitado pelo decreto anterior (nº 43.376).”

Em texto divulgado pela Secom (Secretaria de Comunicação Social), o governador Wilson Lima salientou que o Estado aguarda que a associação dos comerciantes do Vieiralves, do Fuxico, Manoa, da rua do Comércio do Parque Dez, apresentassem propostas para autorização do drive-thru nos locais. Informou ainda que, no decreto, também recomendou que a Prefeitura de Manaus disponibilize os agentes de trânsito, profissionais do Procon e da Defesa Civil para ajudar a acompanhar as atividades nos locais.

Com informações do Jornal do Commércio.

Deixe seu comentário