Presidente Bolsonaro revela que Petrobras começará a reduzir preço de combustíveis

Por Henrique em 6 de dezembro de 2021 às 8:28 | Atualizado 6 de dezembro de 2021 às 8:32 Bolsonaro revela que Petrobras começará a reduzir preço de combustíveis nesta semana

Brasil – O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou no último domingo (5/11) que a Petrobras vai começar a reduzir o preço dos combustíveis nesta semana. Em entrevista à imprensa nacional, o presidente comentava sobre um possível encontro dele com prefeitos para debater sobre transporte público.

“A Petrobras começa a anunciar já esta semana redução do preço do combustível. O que eles têm alegado, que eu tenho visto eles reclamando, é que com o aumento do combustível aumenta o preço da passagem. Agora seria bom que eles procurassem os governadores”, declarou.

Procurada, a assessoria de imprensa da Petrobras disse que, por enquanto, a empresa não vai se pronunciar, e não confirmou ou negou a afirmação de Bolsonaro.

O presidente também criticou a paridade do preço do petróleo vendido no Brasil ao dólar e disse que faltam refinarias no país.

“A commodity de petróleo é um preço igual, no mundo todo. Você acresce a isso a política adotada no final do governo Dilma, começo do Temer, da paridade de preço internacional, isso é péssimo pra gente. O que adianta bater no peito e falar que tem a autossuficiência em petróleo? Se na hora de você botar o petróleo refinado, o preço tá lá de fora”, afirmou.

Questionado sobre se alteraria a questão da paridade de preços, Bolsonaro disse que isso caberia ao Congresso decidir. Mas afirmou que, enquanto não houver autonomia no refino, não seria prudente discutir essa questão.

“No passado tinham 3 refinarias que saíram do papel, né? Saíram do papel e transformaram-se em corrupção. […] Conversei com o Silva e Luna [presidente da Petrobras], ele tá investindo US$ 8 bilhões na refinaria de Pernambuco. Devemos mais que dobrar o refino e não é o suficiente ainda, mas nos ajuda”, disse.

Bolsonaro também sugeriu que os consumidores tirem fotografias do preço da gasolina e do diesel nas bombas dos postos de combustíveis “para saber se o que vai ser reduzido, chegará na ponta da linha”.

Impostos estaduais

O presidente tem culpado os Estados pela alta dos preços. “Eu não reajustei, mantive congelado desde 2019, o valor do PIS/Cofins, que é o imposto federal. Os governadores mantiveram o percentual, que varia de acordo com o valor na bomba. E mais que dobraram o valor arrecadado com o ICMS. Querem criticar, critiquem. Mas a pessoa certa”, disse.

 

Com informações via Poder360

Deixe seu comentário