Os vídeos no YouTube passarão a ser exibidos na resolução padrão (SD) para usuários em todo o mundo para tentar aliviar o uso da infraestrutura da internet enquanto milhões de pessoas estão em casa em razão das medidas de restrição de circulação adotadas por vários governos para conter o avanço do novo coronavírus [COVID-19].

A mudança global, anunciada e iniciada nessa terça-feira (24), deve durar pelo menos 30 dias. Em comunicado, o YouTube disse que a medida visa “minimizar o estresse no sistema durante essa situação sem precedentes”.

Os usuários ainda poderão alterar manualmente para uma resolução mais alta no vídeo, disse o YouTube – o que muda é a resolução inicial dos vídeos.

YouTube e a Netflix disseram anteriormente que reduziriam a qualidade do streaming na Europa por um tempo limitado para evitar que a internet entrasse em colapso devido ao uso sem precedentes da rede mundial em razão da pandemia de coronavírus.

Devido ao maior número de pessoas trabalhando e estudando em casa, a infraestrutura da Internet deve enfrentar “um enorme teste de estresse”, disseram analistas da indústria à CNN. Até mesmo algumas das maiores plataformas de tecnologia enfrentam dificuldades para manter seus serviços em funcionamento em meio à crescente demanda.

Na semana passada, o CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, disse a repórteres que as plataformas da empresa passam por “grandes ondas” de engajamento, com padrões de tráfego superiores ao que a empresa normalmente vê no Ano-Novo.

Recentemente, Adam Mosseri, diretor do Instagram, disse que há “muito uso e muita demanda” no serviço. Durante transmissão ao vivo na rede social, Mosseri acrescentou que um novo recurso no Instagram dedicado a mostrar o que os usuários estão fazendo durante o período de confinamento – intitulado Em Casa – estava tão popular que “quase derrubou o Instagram” assim que entrou no ar.