Casal suspeito de estuprar bebê de 1 ano é preso na região de Curitiba - Portal CM7
 
Adsense Responsivo
Manaus, 18 de June 25 ºC Tempestades
Mercado financeiro
Dólar R$ 3.753 0.62%
Euro R$ 4.3584 0.63%
 
 
Home / Últimas Notícias / Você Precisa Saber / Casal suspeito de estuprar bebê de 1 ano é preso na região de Curitiba

Casal suspeito de estuprar bebê de 1 ano é preso na região de Curitiba

Postado por Redação | 26/07/2016 14:45

Uma dona de casa de 29 anos e um caminhoneiro, de 41, foram presos em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), suspeitos de abusar sexualmente de um bebê de um ano.813354545
Eles são mãe e padrasto da criança, respectivamente, segundo a polícia, e foram presos na semana passada, após denúncia da própria mulher.

De acordo com a denúncia dela feita à Polícia Civil, o caminhoneiro a agredia e a ameaçava, dizendo que divulgaria os vídeos pornográficos em que ela e o filho apareciam. Os crimes, conforme a polícia, eram cometidos por ordem dele.

A mulher contou que fugiu para a casa do pai, em Iretama, no oeste paranaense, em 17 de julho deste ano, depois de ser agredida e mantida em cárcere privado pelo marido. O homem, no entanto, foi buscá-la no local e a levou de volta para a região de Curitiba, forçadamente.

Ao saber do sumiço da mulher, a polícia suspeitou de sequestro e foi até a casa em que o casal morava, em São José dos Pinhais. Lá, encontraram os dois e um pendrive com fotos eróticas da mãe e da criança, além de mais de 40 vídeos em que a suspeita se relacionava sexualmente com o filho.

O caminhoneiro foi preso em flagrante e indiciado por extorsão mediante sequestro, pedofilia, estupro de vulnerável e rufianismo, crime por obrigar a esposa a se prostituir. Ele foi levado para o Centro de Triagem, em Curitiba.

casal_preso_abuso_crianca

A mulher foi foi encaminhada para a Penitenciária Feminina de Piraquara e também responderá por estupro de vulnerável. Ela recebeu atendimento específico para mulheres vítimas de violência doméstica, de acordo com a polícia.

A Polícia Civil relatou que, durante as investigações, também descobriu que a ex-mulher do caminhonheiro, com quem ficou casada por 17 anos, sofreu os mesmos crimes. Um novo inquérito, específico do caso, foi instaurado para apurar as denúncias.

Anuncie em Nossas Pesquisas
Anuncie nas Últimas Notícias

FAÇA SEU COMENTÁRIO SOBRE ESTA NOTÍCIA

 
 
Aplicativo da Rádio CM7