Amazonas – Durante coletiva realizada na sede do Governo do Estado do Amazonas na manhã desta terça-feira (27), Wilson Lima anunciou que o decreto está prorrogado por mais 30 dias, devido o aumento nos números de casos da Covid-19 em todo o estado.

O decreto entrou em vigor desde o dia 24 de setembro, e proíbe o funcionamento de bares e balneários em Manaus, e reduz o horário de restaurantes até às 22h. A estratégia era frear os números de casos pela doença e voltar tudo ao normal no período de 30 dias, mas pelo disparo nos números de infectados, o decreto foi estendido. 

O governador cita que os leitos de UTI do hospital Delphina Assis estão bastante ocupados, e que irá investir em mais respiradores e equipamentos para ampliar a rede de atendimento, e evitar uma sobrecarga no sistema de saúde, que atende tanto a capital quanto o interior.