Casa-da-mãe-joana é uma expressão de língua portuguesa que significa o lugar ou situação onde vale tudo, sem ordem, onde predomina a confusão, a balburdia e a desorganização. Sua origem remonta ao século XIV.

Muitos alunos tem procurado a redação do Portal Chumbo Grosso para fazer diversas reclamações, entre elas, matriculas de alunos em cursos errados, falta de lançamento das notas, troca de turno, e impedimento para assistirem as aulas. Segundo os estudantes, a atual administração da Uninorte em Manaus informou que não pode fazer nada por eles, pois as reclamações e soluções são resolvidas em outro Estado.

Veja algumas reclamações;

“Uninorte foi vendida Para a “Ser Educacional”, nada se resolve aqui tem que abrir chamado vários alunos estão matrículados em períodos errados, e eles dizem que não podem fazer nada que a matriz não é aqui, estão levando falta não conseguem assistir as aulas, os alunos estão fazendo boletim de ocorrência, isso está acontecendo em quase todos os cursos, a coordenação não se responsabiliza dizem que não podem fazer nada que mandam tudo para secretaria”, disse uma aluna.

“Bom dia, Gostaria de fazer uma denúncia sobre o descaso e a sacanagem que a Uninorte está fazendo com os alunos, não estão resolvendo o problema de ninguém, desde quando terminaram as aulas estamos no pé deles, para lançarem notas, e falavam que iam resolver e até agora nada, novo semestre começou e não resolveram esse problema de lançamento de notas, agora temos um outro problema que estão matriculando os alunos em períodos errados, as aulas começaram dia 19.08 e não estamos tendo acesso às aulas por erro da uninorte Ser educacional, eles mandam a gente preencher um formulário falando qual é o nosso problema, mas não temos retorno”, disse outra aluna que não quis se identificar.

“Para começar, eu sou aluna de psicologia.Ingressei no 1° em 2017 na Uninorte unidade 20 (cidade nova) até aí Beleza, minha turma era pequena, e com Isso, ao invés de passarmos para o 2° período, avançamos direto pro 3°, com a promessa que dê poderíamos ir pagando o 2° período por matérias. Começamos a pagar algumas matérias a noite. Até aí Beleza também né? Quando estávamos no 4° período começou a dor de cabeça, porque tivemos que migrar para o centro, porque a faculdade não queria nos deixar na unidade no ual fomos matriculados e ainda por cima voltamos para o 2° período, depois pro 5°, fui pro 6°, quando foi agora, essa palhaçada de novo, então eu só tenho uma opção que é ir para a noite. Eu moro na zona leste, não tem condições. E pior, eu recebo apenas 10% de bolsa, há implorei várias vezes para me darem pelo menos mais 10% mas nunca aceitam. Já mandei mensagem para a coordenadora, não obtive nenhuma resposta. Então estão tratando a gente como um lixo, não dão uma porra de repostas das nossas perguntas. Estamos sem assistir aulas. Mas pergunta das mensalidades, pois estão em dia, já que esse é o único sistema que não dá erro. E dá-lhe juros. Eu pago quase 750 por mês, no maior sacrifício, para essa instituição não dá pelo menos uma reposta ou mais de uma opção que seja boa para a gente. Porque se todo mundo se revoltar e sair, acabou a uninorte, Rayana Martins curso de psicologia.

Venda da Uninorte

Janguiê Diniz, presidente do conselho de administração do Ser Educacional
A Ser Educacional anunciou ano passado a compra da UniNorte, em Manaus. O valor base (Enterprise value) é de R$ 194,814 milhões, do qual seria deduzido endividamento líquido de R$ 9,814 milhões.

A transação se deu pela subsidiária Centro Nacional de Ensino Superior, por 100% do capital social da Sociedade de Desenvolvimento Cultural do Amazonas Ltda., mantenedora do Centro Universitário do Norte (UniNorte).

Em nota, a Ser informou que a empresa é líder de mercado na região e que no final de 2018 contava com 25,172 mil alunos com matrícula ativa, dos quais 23,233 mil na graduação. O Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado da UniNorte é de R$ 18,7 milhões.

Na região, a Ser Educacional já atua com a Uninassau.

A redação tentou por várias vezes entrar em contato com a Coordenação de Comunicação – Sílvia Fragoso, nos números (81) 3413-4643 e (81) 9.8228-2086, mas infelizmente não conseguimos contactá-los.

FONTE PORTAL CHUMBO GROSSO