No que depender da Prefeitura Municipal de Campina Grande, o Treze está liberado a receber seu torcedor contra o Manaus, no Estádio Amigão, no próximo sábado, pela 15ª rodada da Série C do Brasileiro. A decisão foi assinada pelo secretário de Saúde do município, Felipe Reul, na última quarta-feira. Mandante da partida, o time paraibano ainda aguarda um confirmação da CBF sobre poder mesmo receber público. A entidade máxima do futebol brasileiro, no entanto, ainda não se posicionou.

A solicitação de liberação parcial do público foi feita pelo Treze na semana passada. No pedido, o clube requisitava 50% da capacidade do setor das cadeiras – que conta com 1.500 lugares. A prefeitura, porém, só liberou 700, o que representa 46% do setor. Em nota, a Secretaria de Saúde justificou a decisão com base na distância que precisa ser respeitada entre as cadeiras ocupadas, que é de 1,5m, e classificou a realização do evento como de “risco mínimo”.

Apesar da autorização das autoridades municipais, porém, o Treze só poderá receber seu torcedor no Estádio Amigão em caso de aval da CBF, que ainda está analisando o pedido.

O debate para o retorno de público aos estádios ganhou força ainda em setembro quando um protocolo da CBF sobre o tema foi aprovado pelo Ministério da Saúde. Na ocasião, a ideia era liberar 30% da capacidade dos estádios, com perspectiva de aumento gradual. É importante lembrar que, no entanto, o Flamengo, apesar de ter recebido aval da Prefeitura do Rio de Janeiro, não teve autorização da CBF para receber torcedores em seus jogos.

Por enquanto, o futebol segue sem a presença de público, desde que as atividades foram paralisadas, ainda em março, por conta da pandemia do novo coronavírus. A exceção foi a final do Campeonato Amapaense, entre Ypiranga e Santana, que recebeu 300 torcedores. Na Paraíba, justamente em Campina Grande, a Superliga C de Vôlei Feminino também foi realizada com a presença de público.