Amazonas – O auxílio emergencial foi um programa do governo federal que amparou diversas famílias brasileiras de baixa renda e desempregados durante o pico da pandemia da Covid-19. Na última sexta-feira (06), o Tribunal de Contas da União (TCU) tornou pública a lista dos candidatos que declararam patrimônio igual ou superior a R$ 300mil e que receberam alguma parcela do auxílio emergencial até julho de 2020.  No estado do Amazonas, 140 candidatos e candidatas aos cargos de prefeito (a), vice-prefeito (a) e vereadores(as), estão presentes na lista.

O benefício no valor de R$600 salvou os brasileiros da fome e pobreza extrema, no entanto, também teve aqueles que solicitaram e conseguiram o auxílio para aumentar o capital financeiro.

Dos 140 nomes citados na lista que receberam o auxílio emergencial, e agora buscam um cargo político para novamente usufruir do dinheiro público, 20 deles são da capital amazonense. Nomes como João Kennedy de Lima Marques, cujo patrimônio é de R$1,015 milhão; Jose Ribamar Gama Santos, que também tem R$1,015 milhão em bens; Rosemi Ferreira da Silva, R$2,1 milhão em bens; José Raimundo Fernandes de Oliveira, com patrimônio de R$1,8 milhão e José Iran Figueiredo de Lima, que tem R$2 milhões em bens,  foram citados na lista.

 

Confira a lista completa do TCU (clique no link):

Candidatos com patrimonio 300 mil recebendo auxilio