Wilker reforça falta de valorização de professores, policiais e profissionais da saúde

O candidato ao governo do Estado, Wilker Barreto, lamentou, em entrevistas concedidas à emissoras de televisão local, na manhã desta segunda-feira (24), o descaso com professores, policiais e profissionais no Amazonas. Segundo ele, as categorias têm tido seus direitos negligenciados nos últimos anos, sem devidos pagamentos de data-bases e infraestrutura básica para trabalhar.

“Um professor no Estado é desvalorizado. Um presidiário leva muito mais dos cofres públicos do que um professor tem os seus direitos garantidos. Agora até a data de pagamento deles está sendo alterada. Tudo que é justo para a categoria sempre é deixado para depois”, disse o candidato.

Barreto disse que os policiais vivem situação ainda pior. Sem equipamentos, estrutura e salários que não condizem com a realidade de seus trabalhos, eles atuam no limite. “Temos ótimos nomes na segurança , mas sem infraestrutura, investimento em segurança e valorização do policial, não é possível combater a criminalidade que tem reinado em nosso Amazonas. É assim que tratam os professores e policiais do nosso Estado”, lamentou.

Para o candidato, apenas o realinhamento dos cem maiores contratos do Estado, tornaria possível a valorização dessas categorias. “Assim como me fará, caso eleito, valorizar os profissionais da saúde que necessitam de igual atenção. O descaso com que eles também são tratados não pode continuar. Eles têm seu trabalho diariamente prejudicado pela precariedade da saúde. Trabalham por amor à profissão. Nosso Estado precisa de gestão”.

 

ver mais notícias