Silas Câmara desqualifica a pesquisa Ibope e vota contra condenação de Michel Temer, por corrupção passiva

 
Basília – O deputado federal Silas Câmara (PRB-AM) foi primeiro membro da bancada do Amazonas a ocupar a tribuna e orientar voto, pelo partido, contra a o pedido para instaurar processo por crime de corrupção passiva contra o presidente da República, Michel Temer (SIP 1/17). 

Silas afirmou que ele e o PRB são favoráveis às investigações, mas somente depois que Michael Temer terminar o mandato.

No discurso, Silas Câmara desqualificou a pesquisa Ibope que mostra 81% dos brasileiros são favoráveis à abertura do processo com a autorização da Câmara dos Deputados. 

Silas é o primeiro da bancada a declarar “sim” ao parecer do deputado Abi-Ackel (PSDB-MG), contra a abertura do processo, aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). O deputado Sabino Castelo Branco (PTB-AM) é apontado como outro voto a favor de Temer, segundo enquete da Folha de S. Paulo. 

Até agora, somente o deputado Hissa Abrahão (PDT-AM) disse que vai votar pela abertura do processo.

Quórum alcançado

O quórum de 257 deputados, necessário para encerrar a discussão sobre o pedido de abertura do processo contra o presidente Temer, já foi alcançado.

Neste momento da sessão, os deputados inscritos discutem o tema por até 5 minutos cada um, alternando-se entre contrários e favoráveis ao parecer do deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), recomendando que a Câmara negue a autorização para que o Supremo Tribunal Federal (STF) abra processo contra Temer.

A votação só será aberta com a presença em Plenário de 342 deputados – o equivalente a 2/3 do total de 513. Esse é o número mínimo de votos para aprovar ou rejeitar o parecer, segundo a Constituição.

Matéria do Portal Á Crítica 

ver mais notícias