Nota de esclarecimento do deputado Sabino Castelo Branco

Veja na íntegra nota enviada pelo Deputado a redação do Portal CM7

Nota de esclarecimento do deputado Sabino Castelo Branco (PTB/AM)

Em relação a matéria divulgada neste sábado (22.07), pelo Portal CM7, na qual destaca que a facção criminosa Família do Norte (FDN), determinou a execução do deputado federal Sabino Castelo Branco (PTB/AM), e que negou a autoria de um funk que circulou essa semana na Web, no qual fazem graves ameaças ao parlamentar, atribuindo a ele a criação da música, o deputado comunica, através desta, que jamais perderia seu tempo, que é totalmente destinado ao trabalho que vem realizando contra o Crime Organizado, para elaborar um funk forjando ser de uma facção criminosa, ele repudia tal afirmação, e avalia que, certamente a facção FDN não previa tamanha  repercussão do funk direcionado ao parlamentar, com o objetivo de ameaçá-lo e coagi-lo, pelo exitoso trabalho que desenvolveu no estado, contra os criminosos.

“Há seis meses eu venho desenvolvendo esse trabalho contra as facções criminosas tanto no Amazonas, como em todo o Brasil. E temos conseguido bons resultados, só no Amazonas foram  apreendidas cerca de sete toneladas de entorpecentes, nesse período, além de varios traficantes e criminosos, e boa parte desses resultados foram alcançados através do meu Programa, pois a população está denunciando cada vez mais. E é exatamente isso que eles não aceitam, eles estão falindo. O próprio Secretário de Segurança do Amazonas, Sérgio Fontes, declarou recentemente que há uma falência do crime no estado, e por isso eles estão desesperados. É óbvio que a facção não vai admitir que está me ameaçando publicamente, até porque isso é crime, quando eu quis fazer um funk eu fiz assumindo a autoria, inclusive contra eles, e imagino que a FDN  decidiu agir do mesmo modo para me mandar um recado, com o intuito de me fazer recuar, mas não farei isso de forma alguma, meu trabalho continua ”, declarou o parlamentar.

O deputado ressalta ainda que, depois da autorização para a criação da CPI que vai investigar o Crime Organizado no Brasil, pelo Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, os criminosos se enfurecerem ainda mais, e possivelmente por esse motivo criaram o funk visando assustá-lo e ameaçá-lo. Revela que perdeu sua liberdade, pois recebe ameaças constantemente, inclusive pelas redes sociais, e que até seus familiares e assessores estão sendo ameaçados, por isso anda escoltado 24 horas por dia.

Contudo reafirma que continuará com o seu trabalho contra o Crime Organizado, tanto no estado como em todo o País, almejando encontrar soluções eficazes para combater o tráfico de drogas e todas as ações realizadas pelas facções criminosas.

“O Amazonas e todo o Brasil já não aguenta mais viver com o domínio da criminalidade, eles assaltam, traficam, matam, sequestram e aterrorizam toda a população. Alguém tem que fazer alguma coisa, e eu comprei essa briga e vou até o fim, meu trabalho é sério e já tem demonstrado grandes resultados”, finalizou.

Veja mais

Urgente: FDN marca para hoje a execução de Sabino Castelo Branco

ver mais notícias