Lixeira viciada dá lugar a jardim, em Manaus

Mais um jardim é implantado no lugar de lixeira viciada.
Fotos: D`Castro/Semulsp.

Um ponto que servia para acúmulo irregular de lixo na Ephigênio Salles, uma das vias mais importantes da cidade, foi desfeito pela Prefeitura de Manaus, nesta segunda-feira, 17/7. No lugar, a equipe da Secretaria Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) implantou um jardim para uso comum dos moradores do local.

Segundo o secretário da Semulsp, Paulo Farias, o trabalho de combate às lixeiras viciadas deve mobilizar ainda mais equipes nesse segundo semestre. “O prefeito Arthur Neto assumiu o desafio de livrar Manaus desse problema crônico que é o acúmulo irregular de lixo em áreas públicas. E uma das estratégias mais eficientes tem sido a implantação de jardins. Isso inibe a reincidência das lixeiras viciadas e alegra a população do entorno. Nosso objetivo é aproveitar o sol e avançar com o serviço”, explicou.

Segundo Joaquim Parente, morador da avenida Ephigênio Salles há cerca de 60 anos, o jardim é muito bem-vindo pelos moradores. “Moro aqui há muito tempo e sempre vi esse ponto acumular lixo. A Prefeitura sempre passava e recolhia, mas a população não colaborava e a sujeira voltava a se acumular. Ganhar um jardim no lugar do lixo é formidável. Devemos cuidar dele agora”, disse.

No local, equipes de limpeza retiraram o lixo acumulado e, em seguida, outros trabalhadores iniciaram a implantação do jardim, que recebeu plantas de sol, como agave, pau-pretinho, croton taperebá, espada de São Jorge, dracena e grama esmeralda. Todas as mudas utilizadas nesse serviço são provenientes do viveiro da Semulsp.

Balanço
Mais de 40 lixeiras viciadas já passaram por limpeza esse ano. Bairros como a Compensa, na zona Oeste, Alvorada, na zona Centro-Oeste, Educandos e Petrópolis, na zona Sul, que possuem muitos becos em seus domínios, foram os locais com mais pontos desarticulados nesse período.

Fotos: D`Castro/Semulsp.
Fotos: D`Castro/Semulsp.
ver mais notícias