Meningite - Topo Postagem

Denúncia: Prefeito de Manacapuru é investigado pelo Ministério Público Federal e Estadual

O prefeito Beto D’Ângelo está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual e Ministério Público Federal por diversas irregularidades em licitações para contratação de produtos e serviços. Quem formalizou a denúncia foi a construtora Gonzales P. Ferreira.

Entre as acusações, a empresa diz que a empresa Diego Marcos Garcia de Oliveira, durante o Carnaval, fez o aluguel de equipamentos para o Manaca Folia e que isso custou R$ 78,5 mil. O problema é que o edital para a contratação dela não foi publicado no Diário Oficial, como determina a Lei de Licitações.

Além disso, outra denúncia é contra o prefeito ter dispensado licitação na contratação de emergência da empresa Tsubasa Fornecimento de Alimentos Ltda, para o Hospital do Município, por R$ 661 mil, no período de 90 dias; dispensou licitação na contratação da empresa W. de O. Castro, pra fazer manutenção nos veículos da Secretaria de Saúde por R$ 150 mil; e também a de contratação do Laboratório LPM, por R$ 524 mil, sendo que existem pelo menos três laboratórios em Manacapuru, o suficiente para o município e com capacidade de fazer o mesmo trabalho.

No mais, o prefeito D’Ângelo dispensou em licitação de várias outras contratações, e vem repetindo esse mesmo método constantemente. Ele renovou em maio o decreto que garante estado de emergência na cidade por mais 90 dias, o que possibilita que ele use o documento para a contratação de várias outras empresas, sem necessidade de licitar.

Outras várias empresas estão se mobilizando para denunciar a gestão do prefeito, que já é considerada, dentre todos os municípios do interior do Estado, a que mais foge de processos formais de licitação.

Com informações do Blog Hiel Levi

ver mais notícias