Mãe perde pés e dedos da mão após mastite

Quando o filho caçula tinha seis meses, uma servidora pública de 34 anos teve uma severa crise de mastite. Após tratamentos e reincidência da infecção nas glândulas mamárias, Aline Vasconcelos Zeymer, 34 anos, foi internada, induzida ao coma e acabou tendo de amputar os pés e os dedos das mãos, devido a uma necrose.

Cerca de seis meses depois de superar a doença, há 15 dias, a brasiliense começou a usar próteses provisórias nos pés. Conforme o relato, durante o período em que ficou inconsciente, Aline sofreu duas paradas cardíacas.

Somente após inúmeros exames, a bactéria que a adoecia foi identificada e tratada. A equipe médica responsável pelo tratamento chegou a declarar que mulher, mãe Matheus e Gabriel, hoje com 3 anos e 1 ano, tinha apenas 15% de chances de viver.

O primeiro e o segundo tratamentos não surtiram efeito e, na terceira crise, a servidora apresentou alergia ao antibiótico prescrito. A infecção atingiu a corrente sanguínea. “Eu estava tão focada em sobreviver, só pensava que não queria correr o risco de piorar”, contou ao portal.

Após as cirurgias, realizadas em março, a servidora voltou para casa e começou sessões de fisioterapia, musculação e terapia para otimizar o uso das mãos. “Lógico que é difícil, há momentos muito complicados, ainda mais com crianças pequenas por perto. Mas eu agradeço todos os dias por estar viva. Foram eles que me deram forças, eu só sobrevivi por causa deles”, diz emocionada.

ver mais notícias