Manaus (AM) – A capa da revista de moda mais famosa do mundo, VOGUE, traz no mês de novembro mulheres que saíram do estereótipo de beleza magro e europeu, e decidiram celebrar suas curvas naturais e voluptuosas. Artistas brasileiras como, por exemplo, Preta Gil e Duda Beat, foram as personalidades escolhidas para falar sobre a necessidade de aceitar, respeitar e consumir mulheres com corpos que rompem a etiqueta nº 36.

Preta Gil e Duda Beat estrelam as capas da VOGUE de novembro

Muito antes de se falar em corpo positivo, empoderamento e sororidade, Preta Gil rompeu barreiras ao colocar esses temas na sua cartilha. Agora, a cantora carioca estrela sua primeira capa da Vogue Brasil, na edição que celebra o corpo livre e a liberdade de se sentir bem e ser feliz consigo mesma.

“Quebrei paradigmas, abri espaços. Não foi fácil, mas olho para trás e tenho certeza de que valeu”, diz Preta, que faz um balanço e revela (poucos) arrependimentos da sua trajetória nas páginas da revista.

Sem dúvidas, a cantora abriu espaço para Duda Beat. A cantora pernambucana é conhecida como “a rainha da sofrência” e costuma se apresentar com figurinos exuberantes, sempre com a confiança de estar bem na própria pele.

“A minha maior responsabilidade é abrir espaço”, diz Duda. Para mim, a sensação é de que já que não nos abriram a porta, essa turma veio para arrombar. E olha onde chegamos; na capa da Vogue! Alguém aí ainda acredita que o céu seja o limite? ”, indaga Duda Beat.

A edição de novembro, com as entrevistas completas com Preta Gil, Duda Beat e ainda Rita Carreira, chega às bancas a partir do dia 9 de novembro.