Manaus – Onze pessoas foram presas nessa quarta-feira (21), suspeitas de integrarem uma organização criminosa que roubou mais de 100 veículos na capital. A Operação faz parte da Operação Zodíaco.

Com base nas investigações os líderes da quadrilha determinavam os roubos e furtos de motocicletas. Após os roubos, as motos eram revendidas, principalmente para municípios como Urucurituba e Autazes.

Segundo a polícia, os líderes do grupo apontados como sendo Marcos Gabriel, Matheus Dias, conhecido como “Mascote”, Raiff Silva e Geraldo Nogueira, o “Lutador”, ostentavam em redes sociais imagens com várias motocicletas, carros de luxo, dinheiro e festas.

Na ação policial 11 pessoas foram presas, tendo sido apreendidos motocicletas, 01 pickup e mais 2 automóveis, além de diversos documentos. Segundo as investigações, o grupo criminoso é responsável por determinar roubos e furtos de centenas de motocicletas em Manaus, promovendo a clonagem das mesmas e remessa a interiores do Estado do Amazonas. A organização era dividida nos seguintes setores:

Gerencial: responsável por liderar o bando, determinando os roubos e furtos de veículos, para serem clonados e revendidos e remetidos para o interior do estado;

Operacional: Responsável por realizar os roubos e furtos, bem como a clonagem dos veículos;

Logístico: Responsável por revender as motos e intermediar a remessa dos veículos já clonados pela via fluvial.

De acordo com a polícia, as residências de Marcos Gabriel e Mascote foram encontrados documentos falsificados; com Geraldo foi apreendido uma motocicleta roubada, outras duas motocicletas foram apreendidas com outros integrantes da quadrilha contendo restrição de furto e adulteradas, além de dois automóveis de passeio e uma pick-up com indícios de adulteração.

Todos serão indiciados por Organização Criminosa, Furto Qualificado, associação Criminosa, uso de documento falso, adulteração de sinal identificador de veiculo automotor e receptação qualificada. Todos foram encaminhados à prisão onde ficarão à disposição da justiça.