Manaus (AM) – Seis anos após cometer o crime de agressão física e doméstica além de ameaça de morte contra uma mulher que, na época, era sua namorada, o escrivão da Polícia Civil do Estado do Amazonas (PC-AM) Rômulo Valente segue vivendo tranquilamente sem sofrer nenhuma das consequências judiciais por conta dos crimes.

A agressão aconteceu em junho de 2014, Rômulo Valente agrediu física e verbalmente e também ameaçou de morte sua então namorada Pamela Fontão Pedrosa, de 27 anos. A agressão foi registrada por câmeras de segurança. No dia, Pamela foi espancada e ameaçada de morte com o cano de uma pistola introduzido em sua boca, como consta no seu depoimento à Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher.

Ainda na época do crime, o agressor foi expulso pela Corregedoria da Polícia Civil do Amazonas, mas conseguiu uma liminar na Justiça para tentar suspender os efeitos da decisão do órgão; a tentativa foi derrubada e o criminoso perdeu por unanimidade.

Infelizmente, mesmo após a decisão que expulsava o escrivão da corporação, Rômulo segue atuando profissionalmente sem sofrer nenhuma consequência. A situação de imprudência fica ainda pior quando, após todo o ocorrido, Rômulo Valente atingiu o ápice da hipocrisia e passou a ser lotado na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Mulher, localizada na zona Sul, onde deveria estar preso e não trabalhando.

O Tribunal de Justiça já notificou o Governo do Estado do Amazonas desde a época do governador José Melo para cumprir a decisão da Corregedoria e expulsar o escrivão Rômulo Valente, mas nem mesmo os governos Melo, Davi ou Amazonino, cumpriram a determinação de retirá-lo.

Quem acompanha o caso com todos os detalhes afirma que a impunidade que protege Rômulo Valente está diretamente ligada ao apadrinhamento que o criminoso recebe de Durango Duarte. Não é de hoje que o “blogueiro” Durango Duarte, vem realizando articulações nos bastidores da política Amazonense. Ele tem fama de realizar inúmeras pesquisas tendenciosas, para favorecer que estiver pagando mais, e nunca escondeu isso de ninguém.

Nas eleições governamentais de 2014, o blogueiro ficou bastante evidente, ao atuar diretamente na campanha do ex-governador cassado, José Melo (PROS). Agora, Durango voltou aos holofotes visando uma possível “boquinha” nas eleições para prefeito em 2020.