O prefeito de Florianópolis, em Santa Catarina, Gean Loureiro, é suspeito de ter estuprado uma ex-funcionária. O político nega a acusação e disse que a relação foi consensual.

Segundo apuração de um site do sistema Globo, a suposta vítima, Rosely Ferrai, é ex-deputada da prefeitura e candidata a vereadora e teria feito um boletim de ocorrência dia 9 de outubro, que seria um ano após o suposto último abuso, e teve coragem de buscar ajuda depois de ter feito terapia.

À polícia, a ex-funcionária disse que, em 2017, o prefeito a agarrou pelo braço e tentou tocar suas partes íntimas; já em outras duas vezes, foi obrigada a fazer sexo sem consentimento. O Ministério Público apura o caso.

Prefeito se defendeu

Ainda segundo o site, o prefeito afirmou em um vídeo que o caso não passa de uma armação eleitoral, já que busca a reeleição na capital catarinense.