Meningite - Topo Postagem

Governo do Reino Unido adia venda papéis de RBS e Lloyds, após Brexit

LONDRES – A venda de bilhões de libras de ações do Royal Bank of Scotland e do Lloyds Banking Group foi posta em espera por causa da volatilidade do mercado acionário após o voto do Reino Unido para deixar a União Europeia. O Tesouro planejava vender, nos próximos meses, papéis que foram comprados durante a crise financeira. A expectativa era de conseguir 9 bilhões de libras com a venda.

Os temores sobre a economia do Reino Unido seriam os motivos que forçaram o governo a adiar os planos. Os mercados acionários globais perderam um montante recorde de US$ 3 trilhões nos dois últimos dias de negócios, após um forte sell-off em todo o mundo como resposta ao resultado do referendo britânico.

A venda de ações do RBS chegou a ser suspensa na segunda-feira em função das fortes perdas registradas na Bolsa de Londres. Mas, na terça-feira, o banco chegou a subir 4%, embora tenha encerrado em queda de 0,29%. Até o início da tarde de hoje (no Brasil), a instituição tinha perdido 10 bilhões de libras de seu valor de mercado, desde quinta-feira. O valor é maior do que a contribuição do Reino Unido para a UE em 2015, estimada em cerca de 8,5 bilhões de libras.

Já os papéis do Lloyds fecharam em alta de 5,84%, nesta terça-feira, a 53,69 libras, ainda abaixo das 71,45 libras de antes do referendo.

“Vai demorar um pouco para que nós entendermos as implicações para os bancos antes de podermos sequer considerar começar a vender”, disse uma fonte à Reuters.

ver mais notícias