Manaus 27º
quarta-feira - 1 de dezembro de 2021

“Um passo para um homem e um salto para os evangélicos”, diz André Mendonça após ter nome aprovado para o STF

Compartilhe

Brasil — O ex-ministro André Mendonça, que teve seu nome aprovado nesta quarta-feira (1º) pelo Senado Federal para uma vaga no Supremo Tribunal Federal (STF), disse que sua vitória representa um grande salto para os evangélicos brasileiros.

Ele agradeceu os apoios ao seu nome e disse que a primeira reação, após a aprovação por 47 votos a favor e 32 votos contrários, foi dar “glórias aa Deus”.

“Queria agradecer a todos os brasileiros que intercederam por mim, mas, de modo especial, a primeira reação foi dar glórias a Deus por essa vitória”, ressaltou.

Terrivelmente evangélico

O nome de Mendonça foi indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) por ser “terrivelmente evangélico”.

Ex-advogado-geral da União e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública de Bolsonaro, Mendonça foi indicado pelo presidente em 13 de julho deste ano, logo após a aposentadoria do ex-ministro Marco Aurélio Mello.

A resistência de setores do Congresso a seu nome, porém, fez com que a negociação até a marcação da sabatina se arrastasse por pouco mais de quatro meses. Presidente da CCJ, o senador Davi Alcolumbre (DE-/AP), foi o principal responsável por essa demora, que deixou o Supremo desfalcado nos julgamentos.

André Mendonça foi o segundo indicado pelo presidente Bolsonaro ao Supremo — o primeiro foi o hoje ministro Kassio Nunes Marques.

 

Deixe seu comentário