O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, decidiu, nesta segunda-feira (27/7), acolher o pedido da defesa do governador Wilson Witzel, do Rio de Janeiro, e determinar abertura de uma nova comissão para conduzir o processo de impeachment do político na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

O magistrado entendeu ser válido o argumento dos advogados de Witzel sobre não haver proporcionalidade na formação do órgão julgador. Com isso, o governador terá mais tempo para formular uma defesa no processo.