‘Tenho extraordinária relação com povo evangélico’ diz Alcolumbre em defensa sobre atraso na sabatina

Por Henrique em 24 de novembro de 2021 às 14:04 | Atualizado 24 de novembro de 2021 às 14:07 'Tenho extraordinária relação com povo evangélico' diz Alcolumbre em defensa do atraso na sabatina de Mendonça

O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), presidente da Comissão de Constituição e Justiça do Senado, anunciou nesta quarta-feira (24) que o ex-ministro André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para o Supremo Tribunal Federal (STF), deverá ser sabatinado pelo colegiado na próxima semana.

Em defesa sobre atraso na sabatina de Mendonça, Alcolumbre alegou que atraso viria após recesso parlamentar e que está sendo sendo único alvo da pressão dos congressistas. O presidente da CCJ disse ainda que possui “extraordinária relação com povo evangélico” e demais cristãos.

Veja vídeo:

O anúncio de Alcolumbre ocorre após pressão, do governo e de senadores, para que a indicação de Mendonça seja analisada. O ex-ministro da Justiça foi indicado para o cargo em julho. O senador vinha resistindo a marcar uma data para a sabatina – prerrogativa que é do presidente da Comissão de Constituição e Justiça, cargo ocupado por ele. Depois da CCJ, o nome de Mendonça, se aprovado, ainda precisa passar pelo plenário do Senado.

A expectativa é a de que Alcolumbre faça um gesto a líderes religiosos e realize a sessão na terça (30), Dia do Evangélico. E o presidente da CCJ pode dar fim logo, no curto prazo, a procrastinação que se arrasta há meses.

Com informações via Foco no Brasil

Deixe seu comentário