Tarcísio Freitas topou ser pré-candidato ao governo de São Paulo, diz Bolsonaro

Por Henrique em 14 de janeiro de 2022 às 15:02 | Atualizado 14 de janeiro de 2022 às 15:02 Tarcísio Freitas topou ser pré-candidato ao governo de São Paulo, diz Bolsonaro

Brasil –  O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou na última quinta-feira (13/1) que o ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, aceitou ser pré-candidato ao governo de São Paulo.

O anúncio de Bolsonaro foi feito durante a live semanal do presidente nas redes sociais, e ao lado do próprio Tarcísio.

“Ele ganhando as eleições vai fazer um trabalho semelhante ao meu, a começar pela escolha do secretariado”, disse o presidente, na transmissão.

Durante a live, Tarcísio apresentou uma série de medidas e decisões à frente da pasta que comanda, e Bolsonaro, durante vários momentos, elogiou a atuação do ministro.

Se for mesmo candidato nas eleições de outubro, o ministro da Infraestrutura – que é servidor público da Câmara dos Deputados – terá de se filiar a um partido político e também se desincompatibilizar do cargo federal até abril.

Presidente ressaltou o currículo do auxiliar e disse que ele, se eleito, fará em São Paulo um trabalho semelhante ao que tem executado no plano federal. Ele disse que o ministro poderia não conhecer “algumas particularidades” de São Paulo, mas formaria uma equipe qualificada para gerenciar o estado.

“Tarcísio é um empreendedor e sabe realmente dos problemas do país todo. Logicamente, não vai saber com profundidade, com particularidade, certos problemas do estado de São Paulo, assim como não sei do Brasil. Mas o Tarcisio pode ser, sim, uma esperança para São Paulo. Tarcísio é uma promessa para São Paulo”, destacou Bolsonaro, em live nas redes sociais.

“No nosso governo, ele tem feito trabalho que é reconhecido por todos, é um tocador de obras. Pode ter certeza, ele ganhando as eleições, porventura, vai fazer um trabalho semelhante ao meu. A começar pela escolha do seu secretariado, que tem que ser tecnicamente escolhido”, acrescentou Bolsonaro.

Se for mesmo candidato nas eleições de outubro, Tarcísio de Freitas –que é servidor público da Câmara dos Deputados– terá de se filiar a um partido político e também se desincompatibilizar do cargo federal até abril.

 

 

Com informações via Gazeta Brasil