Presidente do PL no Amazonas, Alfredo Nascimento, destaca importância do protagonismo feminino em evento do partido

Por Letícia Souza em 11 de dezembro de 2021 às 20:20 | Atualizado 11 de dezembro de 2021 às 20:21

Manaus – O presidente do Partido Liberal (PL) no Amazonas, Alfredo Nascimento, participou de evento realizado neste sábado (11), com diversas lideranças da sigla, pelo Encontro Estadual do PL Mulher. A solenidade ocorreu no auditório do Da Vinci Hotel, localizado na rua Belo Horizonte, bairro Adrianópolis, zona Centro-Sul da capital.

Na ocasião, Alfredo endossou a importância do protagonismo feminino na política, especialmente ao lado da Presidente do PL Amazonas, Jaqueline Sebben.


Estiveram também presentes no evento o secretário Municipal de Limpeza Urbana (Semulsp) Sabá Reis, algumas lideranças do PL interior do Amazonas e também futuros filiados, como o deputado Federal Capitão Alberto Neto e o pré-candidato ao Senado Coronel Menezes.

Bolsonaro no PL

Decorridos 12 dias após sua filiação ao PL, que ocorreu no último dia 30 de novembro, o presidente Jair Bolsonaro deve consagrar a maior bancada partidária dentro do Congresso Nacional, atraindo aliados conservadores que se filiarão à sigla até março de 2022.

Maior bancada

Além da busca pela maior bancada partidária no Congresso Nacional, o presidente do PL no Amazonas, Alfredo Nascimento também visa estabelecer uma forte presença na bancada da Assembleia Legislativa do Amazonas com representantes da sigla na região.

“Nunca tivemos um momento tão bom com o partido tão fortalecido devido a filiação de um presidente da República, que tem grande expectativa para reeleição. Este é o momento de nos organizarmos reforçamos também a base de apoio ao presidente no Estado do Amazonas”, enfatizou Alfredo Nascimento.

Fidelidade partidária

O ex-ministro Alfredo Nascimento também destacou a fidelidade que o Partido Liberal tem ao presidente da República.

“Ninguém vai ser mais Bolsonaro do que eu, quem não estiver com Bolsonaro está fora do partido. O meu partido insiste em dizer isso. Só vai ficar se for Bolsonaro. Se algum dos candidatos se insurgir contra Bolsonaro, eu vou pedir a desfiliação e impedir a candidatura”, relevou o dirigente do PL no Amazonas.