Eirunepé – Denúncias feitas ao jornal Notícias Populares do Amazonas, contam um confusão que ocorreu nesta quarta-feira (2),  na rádio FM do povo, localizada na Avenida prefeito João Cavalcante no município de Eirunepé.

Na ocasião, o vereador Antilde José Gomes (MDB), estava dando uma entrevista na rádio quando o ex-investigador Paulo Ricardo invadiu o local, ameaçando o locutor e partindo “para cima” do vereador. Em seguida, chegou o atual prefeito do município Raylan Barroso que já é famoso por perseguir e ameaçar pessoas no município.

Um dos diretores de redação entrou em contato com o radialista do município, onde o mesmo afirmou que a rádio foi de fato invadida por Paulo Ricardo, o mesmo estava muito agressivo e que gritava muito no local. Ainda de acordo com o radialista, Paulo estava com uma pistola na cintura e chegou a dizer que ele tinha o “poder” para fechar a rádio.

Logo após a chegada do prefeito, o tumulto foi grande, pois juntamente com ele veio toda a sua comitiva e alguns guardas municipais sem fardamento. O prefeito afirmou que iria “proibir” qualquer entrevista que envolvesse seu nome, o radialista então pediu para que todos que estavam no local saíssem, e pediu também o apoio da policia civil.

Com a chegada da policia civil chegou no local o tumulto aumentou, pois o ex-investigador sacou uma arma em direção ao vereador “Caboquinho” ameaçando atirar no mesmo. O atual investigador Fredson da civil entrou no meio e pediu que Paulo Ricardo abaixasse a arma, mas desacatou a autoridade e partiu “para cima” do atual investigador Fredson e o xingou com palavrões tentando intimida-lo juntamente com o apoio do prefeito.

Foi quando o investigador Fredson deu voz de prisão ao ex-investigador Paulo Ricardo, porém foi impedido pelo prefeito, sua comitiva e alguns guardas municipais que o cercaram, assim, impedindo que o investigador efetuasse a prisão de Paulo Ricardo, dando apoio a sua “fuga” do local, como mostra o vídeo abaixo.

Esse não e o primeiro caso envolvendo o prefeito, recentemente o mesmo foi até a rádio e “falou mal” da vida do vereador Antilde e de sua família, e por varias vezes afirmou que ‘quem manda na cidade é ele’.

Confira o BO

Paulo exonerado da Polícia Civil