Partidos de esquerda podem ter manipulado indígenas em ato de manifestação

Por Rayza Lima em 1 de setembro de 2021 às 11:25 | Atualizado 1 de setembro de 2021 às 11:25

Brasil – A maior manifestação de indígenas de várias regiões do país, que protestaram na Esplanada dos Ministérios, em Brasília, na última terça-feira (24), pode ter sido definida e manipulada por militantes de esquerda.

Na ocasião, cerca de 6 mil indígenas invadiram o Palácio do Planalto com o pretexto de acompanhar o julgamento do marco temporal para demarcação das terras – que é conduzido pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Durante o ato, os índios atearam fogo em pneus e caixões feito de papelão para chamar a atenção.

Gritos e frases como “fora Bolsonaro” durante o protesto, deixa evidente o campo político e o envolvimento de partidos de esquerda.

Políticos da base de apoio ao Governo Federal cobraram, nas redes sociais, uma postura mais rígida da Justiça, dos líderes do movimento e do Judiciário como o STF, que tem sido rigoroso com os apoiadores do presidente da República.

“O Brasil não tem espaço para terroristas, pois a nossa bandeira jamais será vermelha”, relatou um parlamentar sobre o episódio vexatório da esquerda.

 

Deixe seu comentário