Amazonas – O Ministério Público do Amazonas (MP-AM) vai investigar o prefeito de Careiro Castanho, Nathan Macena (PROS), por suspeita de enriquecimento ilícito.

Nathan é acusado de aumentar seu patrimônio em curto período de tempo, e sem justificativa legal. Em 2016 ele alegou não ter bens, atualmente, ele conta com um patrimônio avaliado em mais de R$1 milhão de reias.

Com um salário de R$18mil, em 4 anos, o prefeito comprou uma residência no valor de R$750 mil, registrou dois carros de luxo, e construiu uma casa de dois andares na Orla do Rio Castanho.

Tendo conhecimento destes bens, o procedimento preparatório para a investigação foi assinado pelo promotor de justiça, Cláudio Facundo de Lima, e publicado no Diário Oficial Eletrônico do Ministério Público, na última quinta-feira (20).

O promotor determinou que Nathan declare em cartório todos os bens.