Ministério Público Eleitoral (MP Eleitoral) no Amazonas enviou notificações ao governador do Estado e candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT), para que preste informações a respeito da possível participação de servidores públicos em atos de campanha e da suposta divulgação fraudulenta de pesquisas por parte de apoiadores, condutas narradas em notícias de fato eleitorais encaminhadas ao órgão.

As representações apontam servidores da alta cúpula do governo participando de atos de campanha durante o horário de expediente e ainda informações sobre suposta divulgação fraudulenta de pesquisa, registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número AM-06317/2018.

O MP Eleitoral ressalta que a divulgação de pesquisa fraudulenta constitui crime, punível com detenção de seis meses a um ano e multa, conforme o artigo 33, parágrafo 4º, da Lei nº 9.504/97

Fonte Portal Á Crítica – Matéria completa no link  abaixo

https://www.acritica.com/channels/manaus/news/mp-eleitoral-quer-que-amazonino-esclareca-suspeitas-de-irregularidades-em-campanha?fbclid=IwAR0KmzF7V6V6DrWr-Y5JzPrsADgHy_x1FMGZzlYIwAFtaQwRjInbID8m2TA