A revista IstoÉ vai ter que responder na Justiça sobre a matéria difamatória envolvendo a primeira-dama Michelle Bolsonaro.

O advogado Daniel Bialski já está contratado para propor as medidas judiciais cabíveis.

Além da indenização por danos morais que será pleiteada em relação a infame revista, a defesa quer que um inquérito seja aberto para apurar todos os que ajudaram a propagar ofensas à honra, à dignidade e ao bom nome de Michelle.

Ou seja, quem ajudou a divulgar também será penalizado.

Parece que chegou a hora de fazer com que irresponsáveis difamadores e caluniadores paguem por seus atos.

Fonte : Jonal da Cidade