Enquanto se reúne com partidos e apoia movimentos de renovação da política, o apresentador de TV e empresário Luciano Huck encomendou pesquisas para medir suas intenções de voto para presidente da República. Políticos que conversaram com ele nos últimos meses e pessoas próximas dizem que Huck avalia uma candidatura ao Palácio do Planalto.

O GLOBO pediu, no dia 17, uma entrevista com o apresentador e não obteve resposta. Procurada mais uma vez no dia 26, sua assessoria de imprensa afirmou que ele estava em estúdio gravando um novo quadro para seu programa de TV naquela semana e na seguinte e, por isso, não estava agendando compromissos.

Políticos próximos do apresentador dizem que ele está cauteloso quanto à divulgação de pretensões eleitorais porque ainda avalia o cenário político, quer evitar o desgaste de um lançamento antecipado, e também porque pretende manter, por enquanto, seu programa de TV. Huck cogita se filiar ao PPS, ao DEM ou à Rede.

— Ele vem demonstrando disposição concreta de ser candidato — afirmou uma liderança do DEM, partido com o qual Huck se reuniu pelo menos três vezes nos últimos meses.

Além do DEM, Huck se reuniu há cerca de dois meses com Marina Silva, porta-voz nacional e principal nome da Rede Sustentabilidade, e, há cerca de dez dias, com o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Joaquim Barbosa, que vem sendo cortejado por diferentes partidos para ser candidato ou compor uma chapa presidencial como vice.

O apresentador também já se reuniu pelo menos duas vezes com o PPS, que tem aberto espaço para candidaturas do Agora e do RenovaBR _ movimentos de formação de novas lideranças políticas apoiados por Huck. E Huck chegou a conversar algumas vezes, no início do ano, com João Amoêdo, fundador do Novo.

Fonte: O Globo