Inacreditável: Deputada do PSOL diz que morte de Lázaro foi movido a “ódio, intolerância religiosa e abusos”

Por Thiago Quara em 28 de junho de 2021 às 15:12 | Atualizado 28 de junho de 2021 às 17:03

Brasil – Não demorou muito para que a turminha defensora dos “Direitos Humanos” saissem em defesa do serial killer Lázaro Barbosa.

A deputada federal Vivi Reis, do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), foi até as suas redes sociais para comentar acerca do abatimento do criminoso Lázaro, procurado há mais de duas semanas pela polícia do estado de Goiás.

Em uma publicação em seu perfil oficial no Twitter, a parlamentar defendeu que Lázaro fosse investigado para que se apurasse se o assassino agia sozinho ou a mando de alguém na região.

O sujeito foi responsável por uma chacina na Celilândia que tirou a vida de quatro pessoas de uma mesma família, além de invadir propriedades rurais, roubar alimentos, automóveis e aterrorizar familias.

Informação: Jornal da Cidade 

Deixe seu comentário