Haddad ataca deputados federais mas defende só os petistas: “Aquele Congresso é um atraso de vida”

Por Thiago Quara em 21 de julho de 2021 às 11:02 | Atualizado 21 de julho de 2021 às 11:02

Brasil – O ex-prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), afirmou hoje que são os partidos que governam o Brasil hoje e que a configuração atual do Congresso Nacional é um “atraso de vida”. Ele participou do UOL Entrevista, conduzido pela apresentadora Fabíola Cidral e as colunistas Thaís Oyama e Carla Araújo.

“Se a democracia vencer em 2022, podemos fazer uma grande reflexão sobre que tipo de governo avançado, moderno, é possível no país. Basta olhar para o Congresso para ver que os limites são enormes. Aquele Congresso é um atraso de vida impressionante”

Mostrando nervosismo, o ex prefeito mais impopular do Brasil disparou: Ciro Nogueira, Arhur Lira, Ricardo Barros, essa gente que está mandando no país ou não? Eles vão estar na base de Bolsonaro até o fim. Eu apostaria inclusive que Bolsonaro deve se filiar ao PP”, disse.

Com informações UOL

Deixe seu comentário