Manaus – O vídeo do depoimento do empresário Francisco Dantas da Silva, proprietário da Dantas Transportes, ao Ministério Público de Contas (MPC), revelou que ele tinha que pagar R$ 17 mil por contrato e que recebia apenas R$ 9 mil pelos contratos fechados com a SEDUC

“Estou dizendo uma realidade que acontece no sistema. O maior problema é esse (inuência política). Tenho situações, por exemplo, que recebo R$ 9 mil na SEDUC num carro e pago para um político R$ 17.500, mais o combustível, mais o monitor. Já imaginou uma coisa dessas? Acordos que foram feitos. Estou falando uma
realidade”, declarou o empresário.

No depoimento gravado, Francisco cita o nome de vários deputados, mas diz que não gostaria de revelar o nome dos políticos beneficiados na gravação, mas vai falar para o procurador.

Francisco diz ainda que o governador do Estado Wilson Lima, não tem participação no esquema. “Se o governador participasse do esquema ele próprio determinaria as ordens e não mandaria recados”, completa.

“Usam muito o nome do governador. O governador, se fosse pedir isso, ele ia pedir para cá, para nós. Na minha opinião, isso é conversa. Porque tiram foto com o governador, aí já diz que é amigo do governador”, disse.

Veja vídeo