Manaus 35º
quinta-feira - 30 de dezembro de 2021

Embaixador argentino denuncia Fake News: “estão distorcendo a resposta do governo brasileiro”

Compartilhe
Embaixador argentino denuncia Fake News: "estão distorcendo a resposta do governo brasileiro"

Brasil – O embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli, disse nesta quinta-feira (30/12) que a recusa do governo brasileiro ao envio de ajuda humanitária à Bahia está sendo distorcida por causa do ambiente político no país.

O governo Alberto Fernández ofereceu dez profissionais especializados nas áreas de logística, água, saneamento e apoio psicossocial para vítimas de desastres naturais.

“Como um homem político, sei que se trata de um momento sensível, com muita disputa política e, no ano que vem, haverá eleições presidenciais”, disse, ao jornal O Estado de S. Paulo.

“O governo federal nos comunicou a recusa, em termos muito respeitosos, de acordo com o que é hoje a relação entre Brasil e Argentina, baseada na cooperação e na existência de uma agenda positiva”, destacou.

Daniel Scioli afirmou que, “em nenhum momento, isso vai em detrimento nem da relação com a Argentina, nem do espírito de solidariedade para com o Estado da Bahia”.

“Para além de diferenças ideológicas, aqui se trabalhou com um grande sentido de responsabilidade pensando no que é bom para os nossos países e estamos terminando um ano com importantíssimos avanços em todas as áreas”, concluiu o embaixador argentino.

Mais cedo, pelas redes sociais, o presidente brasileiro justificou por que o governo brasileiro recusou uma oferta de ajuda humanitária da Argentina.

Bolsonaro disse que “o fraterno oferecimento argentino, porém muito caro para o Brasil, ocorre quando as Forças Armadas, em coordenação com a Defesa Civil, já estavam prestando aquele tipo de assistência à população afetada, inclusive com o apoio de três helicópteros”.

Segundo ele, “por essa razão, a avaliação foi de que a ajuda argentina não seria necessária naquele momento, mas poderá ser acionada oportunamente, em caso de agravamento das condições”.

O presidente finalizou dizendo que “a resposta do Ministério das Relações Exteriores à Embaixada Argentina é clara a esse respeito” e afirmando que o governo brasileiro “está aberto a ajuda e doações internacionais”.

 

 

Com auxílio de informações via Revista Oeste / Folha de SP

Vitória Supermercados