Política – O Partido dos Trabalhadores do Amazonas (PT-AM) anunciou, no início da tarde de domingo, 5, que a executiva estadual decidiu por unanimidade apoiar David Almeida, do Partido Socialista Brasileiro (PSB), como candidato ao governo do Estado do Amazonas. À noite, a legenda anunciou o nome do advogado e ex-delegado da Superintendência Regional do Trabalho, o advogado da CUT – Jorge Guimarães -, como o candidato a vice da coligação.

As discussões e os anúncios sobre o fechamento da chapa aconteceram durante todo o domingo, na sede do Sindicato dos Metalúrgicos, na Praça 14 de Janeiro, Zona Centro-Sul de Manaus, durante a Convenção Estadual do Partido dos Trabalhadores, que seguiu as diretrizes da Executiva Nacional.

Depois de destacar que a coligação terá a possibilidade de eleger dois deputados federais e pelo menos sete deputados estaduais, David lembrou o “legado” que o governo do PT deixou no Amazonas. Citou, entre eles, os programas Luz para todos, Bolsa Família, Seguro Defeso e a prorrogação da Zona Franca de Manaus por mais 50 anos, entre outros projetos que beneficiaram o povo da capital e do interior do Amazonas.

O presidente regional do PT, deputado Sinésio Campos, afirmou que com a aliança está desenhando um novo momento na política do Amazonas, com uma nova forma de governar. Observou, ainda, que o período em que David passou como governador interino do Amazonas, de maio a outubro de 2017, o credencia a ser o candidato a governador da coligação.

O deputado estadual José Ricardo, candidato a deputado federal pelo PT, disse que a experiência do advogado Jorge Guimarães foi considerada, pelas tendências da legenda, para ser o vice da chapa, que o PT forma com o PSB e com outros partidos, como o Podemos, PMB, PMN e Pros.

Com informações da Assessoria