Pauini – Na quarta-feira, 09, a Procuradoria Geral de Justiça do Estado do Amazonas, protocolou na Procuradoria Geral de Justiça, uma representação contra a prefeita do município de Pauini, Eliana Amorim, por cometer atos de nepotismo e improbidade administrativa.

Eliana nomeou diversos parentes da prefeita e do vice-prefeito para ocupar cargos comissionados, o que estaria em desacordo com a legislação.

Algumas nomeações ilegais, consta o esposo da prefeita, José Vicente Amorim, ex-prefeito de Pauini, condenado pelo Tribunal Regional Federal da Primeira Região em ação de improbidade administrativa, suspensão de direitos políticos por cinco anos e proibição de contratar com o poder público.

Documentos que provam o recebimento de salários indevidos por parte da prefeita Eliana como professora da rede estadual de ensino, no montante de R$ 26.001,44.

Eliana Amorim não poderia acumular os salários de prefeita e de professora. O governo de Eliana Amorim, assim, como de seu esposo, vem enfrentando uma série de denúncias de irregularidades em sua gestão.

Direito de resposta:

A redação entrou em contato com a assessoria da Prefeitura de Pauini, através do número (97) 99177-4561, mas não deram nenhum posicionamento. Deixamos o espaço para o direito de resposta.

Conforme a lei 13.188/2015, Art. Aclarando ao ofendido em matéria divulgada o resguardo a direito de resposta.