Manaus – Conceição Sampaio tem um currículo político extenso, já foi vereadora, deputada estadual e federal, e era secretária da Secretaria Municipal da Mulher, Assistência Social e Cidadania (Semasc), onde foi exonerada do cargo pelo prefeito Arthur Virgílio durante um decreto publicado no Diário Oficial de Manaus na última quinta-feira (4). 

Conceição Sampaio é considerada braço direito do atual prefeito de Manaus e diante deste período eleitoral, Conceição Sampaio tem se esquivado a dizer que é pré-candidata a Prefeitura da cidade. No entanto, é visível que ela venha concorrer ao cargo. Suas aparições em eventos tem sido mais frequentes do que o normal, inclusive, sem o prefeito Arthur, o que possibilita muito mais sua indicação à Prefeitura.

Contudo, a ex-secretária sabe que para disputar os cargos majoritários da Prefeitura (prefeito e vice-prefeito), o prazo para se afastar é de três meses antes do primeiro turno da eleição, ou seja, seria correto afirmar que a exoneração parte de um crime eleitoral? Entramos em contato com a assessoria de Conceição Sampaio, e a resposta sobre sua exoneração foi a seguinte: “Conceição Sampaio está com a mãe hospitalizada, e precisa se dedicar a melhora dela, sobre a candidatura não iremos nos posicionar, esperando que diante melhora do estado clínico possa haver uma publicação de afirmação ou não”.

Tags: , , , ,