O site “O Antagonista” acusa o deputado federal Marcelo Ramos de agir com “pouca vergonha” pela volta do Imposto Sindical. De acordo com o site, Ramos assina uma PEC que, ao propor a formação do Conselho Nacional de Organização Sindical, composto por seis representantes, abre uma brecha para que o imposto seja recriado. “O Antagonista” afirma, ainda, que neste episódio Ramos agiu em conjunto com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Uma proposta de Reforma Sindical foi apresentada nesta semana na Câmara dos Deputados com o objetivo de adequar o sindicalismo brasileiro à legislação trabalhista, modificada recentemente pela reforma trabalhista. Porém, já sofreu o primeiro revés: foi devolvida porque não teve as 171 assinaturas necessárias a uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) validadas pela Câmara. O autor da proposta, deputado Marcelo Ramos  (PL-AM), promete, contudo, recuperar essas assinaturas e protocolar novamente a proposta de reforma sindical.